Bloco dos Esfarrapados desfila no bairro do Bixiga

13 de fevereiro de 2013 • 0:08

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Crédito: Folhapress

Crédito: Folhapress

O bloco mais antigo de São Paulo, o Esfarrapados, fez hoje na segunda-feira de carnaval, dia 11 de fevereiro, seu 66º desfile de carnaval. Pelas ruas do tradicional bairro do Bixiga, uma zona de imigração italiana no distrito da Bela Vista, o grupo arrastou crianças, jovens e muitos idosos, inclusive alguns dos criadores do bloco, fundado em 1947.

“O nosso carnaval é o de rua, não tem distinção. Vem o pobre, o rico, a alegria é de graça”, destaca o presidente do bloco, Rubens Marchioni.

Embalado por tradicionais marchinhas carnavalescas, o grupo atravessou o bairro atraindo foliões que esperavam a passagem do bloco na porta de casa. “Na concentração tem poucas pessoas, mas, conforme vamos passando, as pessoas vão se juntando”, conta Marchioni.

Neste ano, a expectativa é que a quantidade de pessoas supere a do ano anterior, quando cerca de três mil foliões participaram.

“Eu sou meio crítico com o carnaval de rua que tem nos outros estados. É um carnaval muito profissional, visa só ao lucro, junta dois milhões de pessoas. Mas você nem sabe quem está a seu lado”, diz o presidente do bloco.

Crédito: Folhapress

Crédito: Folhapress

Atualmente, a capital paulista tem cerca de 25 blocos de rua, segundo a Associação das Bandas Carnavalescas de São Paulo e a Associação das Bandas, Blocos e Cordões Carnavalescos do Município de São Paulo.

“Participo desse bloco há 18 anos. Só não vim em 2010, quando minha mãe faleceu e eu não quis sair. Mas este carnaval de rua aqui é ótimo”, disse Hermógenes Castro, que estava fantasiado, segundo ele, de “princesa caliente”.

Crédito: Jornal do Brasil